Eu não sou romântica, não sou miolo mole. Só os burros acham que eu sou inteligente. Eu não sou alguém que todo mundo devia conhecer. Eu sou uma lunática procurando restos, sou como qualquer imbecil fracassado de quem já desviei e fingi que não conhecia. Sou todos eles, todas as coisas feias numa fantasia feita de última hora. Eu não sou diferente, nem um pouco, diferente de nadinha nesse mundo. Eu sou um defeito defeituoso ambulante, uma ruína arruinada, um desastre, um fracasso tão grande que nem vejo mais o que já fui. Eu não sou nada, nadica.
Daniel Handler. (via distanciarei)
Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o “alguém” da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você…
500 Dias com Ela.  (via garotaesuasfases)

(via garotaesuasfases)

E de repente você chora,
Sem ter motivos
E sem ter alguém pra abraçar.
Dezembro, 1996. (via apagou)

(via apagou)

Não conseguia entender o que tinha acontecido com a minha vida. Tinha perdido a elegância. Tinha perdido a mundanidade. Tinha perdido a concha protetora. Tinha perdido o senso de humor diante dos problemas alheios. Queria tudo de volta. Queria que as coisas corressem mansas pra mim. De algum jeito, eu sabia que isso não ia mais acontecer, pelo menos não tão logo. Eu estava fadado a me sentir culpado e desprotegido.
Charles Bukowski.  (via apagou)

(via apagou)

Eu não sei o que dizer. Foi a pior coisa do mundo em todos esses anos. Eu simplesmente vi indo embora a melhor coisa da minha vida que valia a pena, sem ter a menor chance de pedir pra ficar.
Restos de um naufrágio. (via apagou)

(via apagou)

Eu erro. Eu erro muito. Ajo mesmo por impulso e acabo fazendo tudo errado. Já estou acostumado por tantos erros cometidos, mas agora não se trata só de mim. Eu tô te magoando, e me machucando cada vez mais por saber que sou o motivo da sua dor. Só te peço que tenha um pouco de paciência comigo. Eu amo de um jeito diferente, meio atrapalhado, meio inseguro, meio idiota, mas acredite, eu te amo.
João Daniel. (via apagou)

(via apagou)

Eu não tenho medo de voar. Eu tenho medo de estar fechada num lugar e de ter escolhido estar fechada nesse lugar. Tenho medo porque meus pés sentem o chão mas ele é falso. Meus pés sempre me obrigam a sentir a verdade e eu sou obrigada a dizer a eles que aquele chão não dura e nem é de terra.
Tati Bernardi. (via vonese)

(via vonese)

Eu tinha uma péssima mania de me apegar às pessoas, mesmo sabendo que algumas delas não estavam nem aí para o meu apego. Eu era um babaca e nem sabia.
Raphael Henrique. (via vonese)

(via vonese)

E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça - que não era Capitu, mas também tem olhos de ressaca - levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário: por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.
Machado de Assis.  (via guardei-teu-sorriso)

(via guardei-teu-sorriso)

A moral da história é velha amiga: livre é quem pensa por si mesmo.
Gabito Nunes.  (via guardei-teu-sorriso)

(via guardei-teu-sorriso)

Digo que perdoo, ofereço cafézinho, lembro dos bons momentos, digo que os ruins ficaram no passado, que já não lembro de nada! Pessoas maduras sabem que toda mágoa é peso morto: faz de conta que eu não sofro.
Martha Medeiros. (via guardei-teu-sorriso)

(via guardei-teu-sorriso)


Não somos loucos

Apenas vivemos em um mundo...

Onde não vale a pena ser normal.
1st page ask box about +follow Facebook